Qual Material do Quadro para Bicicleta devo escolher?

Qual Material do Quadro para Bicicleta devo escolher?

O quadro de uma bicicleta é uma das partes mais importantes, por isso, você deve analisar de qual material é feito antes de comprar. Pensando nas dúvidas que podem surgir, nós, do Bicicleta para Todos listamos os principais materiais usados e para qual tipo de ciclista recomendamos a compra.

O material do quadro varia conforme a finalidade para qual aquela bicicleta foi projetada. Alguns são melhores para o speed, outros para pedal urbano, outras para o MTB e assim por diante.

Esse é um dos motivos pelo qual é tão importante conferir na descrição do produto quais são as matérias-primas usadas na construção da bike.

Esportes mais radicais que envolvem obstáculos pesados, requerem uma estrutura mais resistente e suporte os impactos do trajeto.

Já uma bicicleta urbana, por exemplo, não demanda de um quadro bem estruturado já que será usada apenas para passeios ou como meio de transporte.

Confira abaixo os principais metais usados para compor essa peça da bike e decida qual o melhor para você.

Materiais para o quadro da sua Bike

Liga 6061

Quadro MTB Aro 29 Athymus

Como uma das ligas mais populares destinadas para a fabricação de meios de transportes, é um dos muitos tipos de alumínios usados no quadro de uma bicicleta.

Mesmo que não seja indicada para produções que envolvem solda, é bastante resistente e flexível, então, é fácil de manusear e não danifica com facilidade.

Como matéria-prima popular e fácil de moldar, possui preço acessível e não influencia muito no aumento de valor de uma bike.

Pode ser encontrado em diversas categorias de pedal como urbano ou Mountain bike de entrada.

Quadro de Carbono

Quadro de carbono Sava 17

O quadro de carbono também é fácil de ser encontrado, entretanto, sua presença implica em bicicletas de estrutura mais resistentes e mais caras.

O carbono, na verdade, não é um metal, por isso, costuma durar por muitos anos, ao contrário de outras composições.

Mesmo que de coloração escura, a utilização desse material na produção de quadros não significa que a bike será de cor neutra. Você poderá encontrar o carbono em bicicletas de cor vibrante como azul ou vermelho.

É bastante procurado por ciclistas que praticam a modalidade speed ou pedal de estrada já que por ser leve, garante maior velocidade, essencial nessa modalidade.

Além disso, não é muito caro. Isso aumenta a possibilidade de encontrar bicicletas que usam esse material e ainda assim, possuem preços acessíveis.

Titânio

Se você busca por um componente muito resistente e tem disponível o investimento financeiro que deverá ser pago, o titânio é ideal, já que pode ser considerado quase indestrutível.

Além de ser um dos materiais mais resistentes e duradouros, é leve e rígido em simultâneo, indicado para ciclistas que já praticam alguma modalidade há certo tempo.

O uso do titânio garante velocidade por ser leve e ainda assim é extremamente eficiente na absorção de impacto. Trincar o quadro vai estar bem longe de você.

Como um material de excelente qualidade, é muito mais caro que as composições populares como alumínio, por exemplo.

Um quadro bem elaborado feito com titânio pode chegar facilmente a R$ 4.000,00.

Por isso, recomendamos a compra por ciclistas que tenham a certeza de que esse é o melhor material para o tipo de pedal que pratica.

O quadro de titânio não é indicado para um ciclista urbano, por exemplo.

Seu custo é elevado devido ao processo de solda e manipulação do material. Precisa ser soldado em uma câmara preenchida com argônio, já que pouco reage com o oxigênio.

Aço cromo-molibdênico

O aço cromo-molibdênico é uma das variações do aço carbono, entretanto, esse é mais resistente que o citado anteriormente.

Costuma ser temperado e revenido, por isso, apresenta maior durabilidade.

É por isso também que um quadro feito com esse tipo de carbono e mais caro para compensar o custo elevado da mão de obra e da fabricação total.

Além de ser leve, é forte se pensarmos na resistência, sendo bastante utilizado em pedais brutos que contenham obstáculos pesados e frequentes.

Os modelos em que encontramos a utilização do cromo-molibdênico com maior facilidade são bicicletas próprias para cicloturismo, alguns modelos urbanos, edições limitadas e bikepacking.

O bikepacking, caso você não conheça, são as viagens de bike levando nela mochilas e outras bagagens

Alumínio

Quadro 17 MTb Aro 29.

O quadro de alumínio está geralmente atrelado a composições mais básicas de bicicleta, pois, é fácil de encontrar e barato de manusear.

Pode ser encontrado em bikes fabricadas para diversas modalidades e, costuma compor outras peças além do quadro.

Para quem quer montar sua primeira “magrela” comprando peças separadas, esse é o material mais recomendado, por ser um dos mais baratos disponíveis e ainda assim, bastante resistente.

Não enferruja com facilidade, mas, se você reside ou pedala próximo à praia, recomendamos que lave diariamente para prolongar o tempo de vida útil.

Apesar do nome alumínio, a composição desse quadro se dá por aço e outros metais.

Aço Inox

Sim, o aço inox também pode ser usado na composição do quadro de uma bicicleta.

Mesmo que seja visto em utensílios de cozinha como panelas ou demais recipientes, o aço inox pode ter diversas utilidades.

Além de resistente, é leve e é quase impossível de sofrer corrosão, ou seja, dificilmente enferruja.

Outro ponto positivo é ser um material que pode ser infinitamente reciclado, causando menos impactos no meio ambiente.

Seu custo não é alto, portanto, será possível encontrá-lo em bicicletas mais baratas.

Como escolher o melhor material

Agora que você já conhece os principais materiais usados para a fabricação do quadro de uma bike resta a tarefa de escolher o que mais se encaixa na sua necessidade.

E, como dito no início desse artigo, isso poderá variar conforme a finalidade para qual sua bicicleta e empregada.

Para quem usa a bike apenas para passeios e para ir ao trabalho, por exemplo, não valerá a pena investir muito em um material como o aço carbono ou titânio.

Já para quem pratica alguma modalidade que envolve pedais brutos e necessita de uma bicicleta com estrutura resistente para durar por mais tempo, será necessário investir mais dinheiro.

Para quem é adepto da modalidade speed, recomendamos um quadro mais leve que não prejudique a velocidade necessária para finalizar o percurso.

Existem diversas opções no mercado e recomendamos que você pesquise bastante antes de comprar.

Além disso, dê preferência a lojas conhecidas, seja na sua cidade ou por compras online. Isso evitará possíveis frustrações.

Esperamos ter ajudado você na sua pesquisa e diminuído seu tempo de busca. Continue aproveitando os benefícios que o pedal proporciona.