8 Melhores Parques e Lugares para Pedalar em Teresina (e mais dois no Piauí)

8 Melhores Parques e Lugares para Pedalar em Teresina (e mais dois no Piauí)

Está em Teresina ou indo para lá e não sabe por onde pedalar? Para ajudar você, nós da equipe do Bicicleta para Todos listamos alguns dos melhores lugares para ir de bike. Confira a seguir.

Teresina é uma das capitais brasileiras e nordestinas conhecida por ser a cidade mais populosa do Piauí, estado de onde saíram diversos artistas para o reconhecimento nacional.

Se você mora na capital ou pretende visitá-la, nada melhor que um passeio de bike para conhecer a cidade de forma ainda mais detalhada, com tempo e paciência para observar.

Pensando nisso, buscamos alguns locais atrativos para ir com sua magrela.

Redes Sociais da Prefeitura de Teresina

Instagram: https://instagram.com/prefeituradeteresina?igshid=YmMyMTA2M2Y=

Site Oficial: https://pmt.pi.gov.br/

Dica: veja os melhores lugares para pedalar em Salvador, Santa Catarina e Brasília.

Parque da Cidadania

O Parque da Cidadania é um espaço público localizado em Teresina inaugurado em 24 de junho de 2016 bem ao centro da cidade. Muito fácil de encontrar.

Sendo mais preciso, está localizado entre a Estação Ferroviária de Teresina e o 2º Batalhão de Engenharia de Construção.

O Parque é amplo, bem espaçoso para fazer caminhada ou pedalar para apreciar a paisagem verde por todo o percurso.

Antes de ir, é preciso consultar o horário de funcionamento no google, pois, no período de pandemia a visita foi restrita e o horário disponível para visita, reduzido.

O ambiente é calmo, ideal principalmente para quem quer se exercitar ao ar livre e fazer atividades tranquilas como piqueniques.

Além dos bancos e da grama para sentar, o parque também conta com pista de skate que também pode ser usada para patins e patinete.

O gramado é bem cuidado e o verde encanta a quem visita, sempre deixando a vontade de voltar, antes mesmo de sair.

O Parque Também conta com espaço cultural, com palco, camarins e arquibancada de 1.500 lugares também decorada com grama, mas, não acontecem apresentações fixas.

Além dessas estruturas, você também poderá aproveitar a quadra poliesportiva, área de refeição para os piqueniques, estacionamento, espelho d’água e lago artificial.

Para quem não quer pedalar ou fazer caminhadas e corridas, poderá ir até a academia pública que também foi instalada no espaço e movimentar o corpo de outras formas.

Confira nosso artigo sobre a Safeway, uma bike urbana barata e de ótima qualidade.

Parque lagoas do Norte

O Parque Lagoas do Norte é outra opção gratuita para quem quer pedalar próximo de área verde e ampla em Teresina.

Localizado no bairro São Joaquim, é um pouco afastado do centro, entretanto, um bom espaço para quem quer conhecer mais sobre a cidade.

O nome do parque foi dado devido a presença das lagoas no local, que estão sendo gradativamente urbanizadas com paisagismo e transformadas em opções gratuitas de lazer e forma de relaxamento.

O espaço é usado principalmente para a prática de exercícios físicos, tanto caminhadas e corridas como aeróbica e zumba.

Além disso, por lá também são realizados encontros culturais como capoeira e teatro que costumam acontecer no início da noite em alguns dias da semana.

O parque conta com bancos, diversas árvores e trilha guiada para caminhadas ou ciclismo e é possível encontrar algumas aves locais.

O Lagoas do Norte é ainda considerado um parque periférico, então, é uma opção para quem realmente quer explorar Teresina em todos os sus aspectos, principalmente por estar situado longe do centro.

Você poderá usar a quadra de esportes com crianças e se informar se terá apresentações no anfiteatro para conferir o entretenimento.

Confira os melhores lugares para pedalar no Rio de Janeiro.

Parque Potycabana

O Parque Potycabana é usado principalmente por jovens que usam a quadra, mas, com acolhe todos com seu espaço amplo e com bastante verde.

O local foi inaugurado pela primeira vez em 1990, idealizado pelo governador da época, Alberto Silva, na data de 3 de setembro como opção pública de entretenimento para os moradores.

Mas, foi reinaugurado em 2013, após passar um longo período fechado e abandonado.

O nome se deu graças a localização bem ao lado do rio Poti, dividindo espaço com a área urbanizada da capital.

No parque há uma pista de skate, quadras e diversas espécies de árvores, ideal para levar crianças para correr e gastar energia.

Ou, para quem quer descansar na sombra das plantas em um lugar tranquilo e quase que silencioso.

É válido também para quem quer pedalar, principalmente por apresentar uma ciclovia bem sinalizada para quem vai de bike.

Se quiser descansar do pedal e observar melhor a paisagem e a interação entre as pessoas, basta sentar em um dos bancos distribuídos pelo parque.

É proibido fumar e consumir bebidas alcoólicas no ambiente, mesmo que durante a noite quando ainda há movimento.

O local é bem conservado, mas, recomendo que você vá acompanhado (a), principalmente se for durante o dia, pois, o parque pode estar relativamente vazio deixando você vulnerável.

Rodoanel de Teresina

Para quem gosta de pedalar com velocidade e adrenalina o rodoanel é uma ótima opção.

Mas, não esqueça de verificar se sua bike está com a corrente bem lubrificada e limpa antes de ir, é importante que tenha feito manutenção recente para evitar acidentes.

O rodoanel é, mais precisamente, um pedal na pista para quem prefere a modalidade speed e não vê problema em pedalar por longas distâncias, pois, o percurso atinge os 45 km.

É importante redobrar a atenção no balão, onde é maior a probabilidade de ocorrer acidentes já que a posta é compartilhada com outros veículos.

Uma dica importante é sempre ir acompanhado (a) e permanecer sempre no acostamento para manter a segurança.

No trajeto você passará apenas por pista asfaltada, com subidas e percurso compartilhado com outros veículos como carros, motocicletas e caminhões.

A volta é muito mais fácil, com maior parte em descida, ainda mais ágil e com mais velocidade.

Antes do posto São Raimundo você precisará passar por uma pequena subida, mas será fácil passar por ela.

Após esse local, o acostamento fica um pouco mais vulnerável e a pista mais movimentada, mantenha a atenção nessa hora.

Floresta Nacional de Palmares

Se você gosta do Mountain Bike e quer pedalar por estrada de terra, temos a opção ideal: A Floresta Nacional de Palmares, localizada na cidade de Teresina, Piauí.

O local é uma unidade de conservação da fauna e flora local, mas, é importante por apresentar muitos aspectos da zona de transição entre a caatinga e o cerrado.

Criada em 2005, a floresta é uma zona sustentável que foi criada em fevereiro de 2005 e conta com uma área de 170 hectares aberta 24 horas por dia.

Por lá é possível encontrar espécies raras de aves como a Araponga do Nordeste e outras.

Para chegar, você deverá pegar a Rodovia federal, na BR 343 indo pela zona rural do município de Altos, que faz parte da Zona metropolitana de Teresina.

É um pouco mais longe da zona urbana, mas, vale a pena para quem quer praticar um MTB em diversos níveis enquanto observa uma área de conservação de uma zona importante no Nordeste brasileiro.

As atividades que ocorrem na área são a caminhada, o pernoite, ciclismo diverso que conta com o enduro e o MTB, veículos de tração, cavalgada, camping e outros.

Para entrar no local não precisa pagar, entretanto, a associação local cobra uma taxa para direcionar alguns grupos.

Parque Zoobotânico de Teresina

O Parque Zoobotânico de Teresina está localizado ao nordeste da área urbana da cidade, precisamente entre o Rio Poti e a PI-112, pista que liga a capital ao norte do Piauí.

O Parque foi criado com o intuito de ser uma área de preservação ambiental que ocupa 136 hectares de terra onde vivem mais de 350 espécies de animais de origens diversas como brasileira, americana e africana.

Além da fauna, é um local de importante preservação da flora e abriga espécies como o babaçu, macaúba, tucum, pati, jatobá e outras.

Para ter acesso à ampla diversidade local é necessário pagar uma pequena taxa ao porteiro de entrada, mas, não se preocupe, é barato.

Logo na entrada é disponibilizado um mapa local e você poderá iniciar o passeio autoguiado, ou seja, sem guia.

Durante o pedal ou à caminhada você verá animais como hipopótamos, onças e a famosa arara-vermelha.

Apesar de ainda apegado ao conceito de zoológico por manter os animais em jaulas e espaços fechados, difere por oferecer maior contato com a natureza e oferecer estruturas mais simples de grade que separa as espécies dos visitantes.

O terreno é pavimentado, mas, também conta com trajetos em terra batida.

Parque das Crianças

O Parque das crianças foi inaugurado em 2022 para ser um espaço de lazer e descanso familiar.

Na entrada, você logo verá a guarita e o estacionamento para quem vai em carro ou moto.

O espaço conta com 133 metros quadrados e está localizado ao lado da Ponte Primavera, no antigo Viveiro de Mudas, onde a prefeitura realizava distribuição pequenas plantas.

Está aberto para visitação todos os dias das 7hs às 21hs, se programe e saia para se divertir.

Essa é uma ótima opção para os pais levarem seus filhos e conseguirem um dia com atividades fora do comum. Para quem gosta de pedalar, o espaço é amplo e abrange o pedestres quanto ciclistas.

Além das atividades infantis de costume como brinquedos a ecobrinquedoteca, playground e atividade de cross, o parque foi organizado com trilhas para tornar o dia ainda mais interessante para os pequenos.

São diversas espécies de plantas, tanto frutíferas quanto árvores altas para promover sombra e permitir piqueniques na grama e a jiboia, que oferece uma boa visão estética.

Devido às crianças estarem entretidas nos brinquedos, as ruas ficam livres para pedalar, mas, tenha sempre cuidado, pois, elas podem atravessar correndo.

Não esqueça de levar sua garrafa de água!

Praça Saraiva

A praça Saraiva é um dos pontos centrais de Teresina, local onde, na década de 90, ocorriam feirinhas municipais, esse tour será para você conhecer um pouco mais da cidade com mais atenção aos detalhes enquanto pedala.

A praça é rodeada de pontos comerciais e de pessoas indo e vindo de lojas ou de seus trabalhos, escolha bem o horário de visita e evite os horários de pico.

Ao lado, há um terminal de ônibus colocado no lugar há muitos anos onde as pessoas esperam o transporte coletivo para se locomover pela cidade.

O espaço é bem arborizado e amplo para caminhadas ou pedaladas, lembra muito um bosque.

O ponto turístico central da praça é a Igreja de Nossa Senhora das Dores, alta e com arquitetura antiga reformada. E relativamente ao lado, está o colégio de formação de padres.

Há estacionamento gratuito no espaço e você poderá pedalar em volta da praça e por dentro para conferir todos os cantos.

Não recomendamos visitas à noite, pois, nesse período a praça fica deserta e deixará você exposto à roubos, o ideal serão passeios diurnos para observar a dinâmica de pessoas por lá.

Bônus: Locais Interessantes próximos à Teresina

Como bônus, encontramos dois lugares interessantes para quem está disposto a ir um pouco mais longe do centro de Teresina.

São ótimas opções se você quer maior contato com a natureza e a possibilidade de pedalar em um percurso para MTB e Speed com obstáculos leves e intermediários.

Cachoeira da Coruja

Para quem gosta de passeios com água como rios, e lagos, experimente conhecer a Cachoeira da Coruja.

Essa é mais uma opção de trilha, entretanto, também distante do centro de Teresina, apesar de fazer parte de sua região metropolitana custa um tempo a mais com o deslocamento.

Esse passeio é uma atração local e ideal para quem quer pedalar por longos percursos ou, você poderá contar com um carro de apoio.

O diferencial da Cachoeira da Coruja e o motivo por ser tão visitada é a cortina de água que forma com a queda, possibilitando que você entre e fique em uma espécie de caverna.

Mas, para ter acesso à cascata, é importante saber nadar para conseguir chegar ao ponto certo indo contra a correnteza.

Ou, dar a volta passando pelas pedras, apesar de o caminho ser um pouco acidentado. Com calma, você chegará lá.

O ambiente é bem conservado apesar de ser bem visitado, para quem gosta de adrenalina, poderá saltar da parte mais alta em direção à área mais funda da cachoeira. É importante saber nadar.

Parque Nacional das Sete Cidades

A entrada do Parque é pela BR 222, uma pista asfaltada fácil de dirigir ou pedalar, se preferir.

Chegando no local, passe pelo centro de atendimento ao visitante para informações e recomendações sobre o que encontrará no local e o que pode ou não fazer por lá.

Para transitar pelo Parque, o guia irá te acompanhar e te apresentar todos os pontos turísticos e atrações locais.

Você visitará a formação conhecida como Pedra da Tartaruga, uma rocha sedimentar que se formou com o decorrer do tempo e a influência das condições climáticas e, que lembra muito o casco de uma tartaruga.

O percurso é de terra batida e com a influência de muito verde em vegetação característica do nordeste com árvores relativamente altas, ótimo para pedalar.

Para quem vai a partir de dezembro, saiba que ao final do mês se inicia o período chuvoso que pode se estender até junho.

Para quem quer adrenalina com a bike, recomendamos o Parque nacional das Sete Cidades por oferecer um percurso informativo com diversas atrações turísticas naturais além de animais e espécies belíssimas da flora.

Gostou dos pontos que separamos para visitar de bike? Não se esqueça de se manter seguro (a) e usar capacete.